sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

[198] Resenha: Como Agarrar Uma Herdeira | Julia Quinn


Título: Como Agarrar Uma Herdeira
Série: Agentes da Coroa #1
Autor(a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Saiba mais: Skoob
Sinopse: Quando Caroline Trent é sequestrada por engano por Blake Ravenscroft, não faz o menor esforço para se libertar das garras do agente perigosamente sedutor. Afinal, está mesmo querendo escapar do casamento forçado com um homem que só se interessa pela fortuna que ela herdou. Blake a confundiu com a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon, e Caroline não vai se preocupar em esclarecer nada até completar 21 anos, dali a seis semanas, quando passará a controlar a própria herança milionária. Enquanto isso, é muito mais conveniente ficar escondida ao lado desse sequestrador misterioso. A missão de Blake era levar “Carlotta” à justiça, e não se apaixonar por ela. Depois de anos de intriga e espionagem a serviço da Coroa, o coração dele ficou frio e insensível, mas essa prisioneira se prova uma verdadeira tentação que o desarma completamente.

Caroline Trent é uma jovem que já passou por muita coisa, ela se tornou órfão muito cedo e passou anos tendo de encarar tutores que só se importavam com a sua herança, tendo uma adolescência rodeada de solidão e abusos. Agora, faltando seis semanas para ela completar 21 anos e conseguir sua independência financeira, seu atual tutor, Oliver Prewitt, pretende obrigá-la a se casar com seu filho. Caroline não vê outra opção se não fugir e se manter escondida até seu aniversário. Contudo, na noite de sua fuga, ela acaba sendo sequestrada pelo agente da coroa Blake Ravenscroft, que a confundiu com a espiã Carlotta De Leon.

“Caroline vinha contando os dias até 14 de agosto de 1814 desde dia 14 de agosto de 1813, quando fizera 20 anos. Agora só faltavam quarenta e dois dias. Quarenta e dois dias e ela finalmente teria o controle da própria vida e do próprio destino.”

Blake está à dias tentando capturar a famosa espiã Carlotta de Leon, suspeita de estar trocando informações confidenciais com Oliver Prewitt, também suspeito de contrabando. Ao ver uma jovem saindo da casa na calada da noite, Blake não tem dúvida de que seja Carlotta, capturando-a e a levando até a sua casa, onde a faz sua prisioneira. Caroline vê nesta situação uma saída para a sua situação, pois é melhor estar sendo prisioneira de um agente da coroa do que sendo perseguida pelo seu tutor. 

Contudo, não demora muito até que Blake perceba que cometeu um equivoco e capturou a pessoa errada. Agora, ele precisará trabalhar com Caroline para levar Carlotta e Oliver até a justiça, porém a personalidade forte e a língua afiada de Caroline deixam Blake completamente exasperado, mas os dias vão passando e ela se mostra também uma jovem sagaz, inteligente e determinada, que pouco a pouco vai amolecendo o coração do agente que depois de um passado cheio de dor e sofrimento, jurou nunca mais se apaixonar. 

“Blake inclinou o corpo para a frente e roçou os lábios nos dela com muita delicadeza, no mais suave dos beijos. Não era como se quisesse beijá-la. Precisava beijá-la. Precisava fazer isso do mesmo modo que precisava de ar, de água e do sol da tarde no rosto.”

Quem acompanha o blog sabe que eu sou um amante dos romances de época, apesar disso, faz pouco tempo que eu comecei a ler os livros da Julia Quinn, mas já posso dizer que ela tem muito talento quando se trata de criar tramas diversas e interessantes para suas história, como é o caso desta, em que temos um enredo de espionagem, com perseguições, fugas e ação de verdade, o que foge da realidade dos salões de baile londrinos e da alta sociedade, comuns a livros do gênero, mas claro que no livro não falta aquele toque especial de romance e humor que a autora usa e abusa, e que eu particularmente adoro.

Pra começar, a história já se inicia com uma cena inesperada e que me fisgou de cara, a escrita da Julia é viciante e muito gostosa de ler. Uma coisa que percebi em comparação a outros livros da autora, foi que este possui uma carga menor de romance e sensualidade, em contrapartida, temos uma história recheada de momentos bem humorados, além de personagens que abusam do sarcasmo e que estão sempre se alfinetando, garantindo passagens muito engraçadas.

“Pro.ce.dên.ci:a (substantivo). Origem, proveniência. Não posso alegar conhecer ou compreender a procedência do amor romântico, mas estou certa de que é algo que precisa não ser compreendido, mas apenas apreciado e venerado. – Do dicionário pessoal de Caroline Trent”

A protagonista, Caroline, rouba a cena em quase todo o livro, ela sofreu muito e teve que aprender a se virar desde nova, afinal seus tutores não eram nada comparados à um exemplo de cavalheiro, logo ela cresceu uma jovem determinada, sagaz e sem nenhum medo de falar o que pensa, cheia de tiradas inteligentes e cheias de sarcasmo, sua personalidade é simplesmente apaixonante. Blake, por sua vez, é um homem que se tornou frio e duro com o passar dos anos sendo agente da coroa, ele sofreu grandes perdas no passado e isso ainda pesa muito em sua consciência, fazendo com que ele se fechasse para o amor, achando até que não o merecesse. Contudo, conhecer Caroline acaba abalando positivamente a sua vida, mesmo que eles passem a maior parte do tempo se alfinetando e abusando do sarcasmo um com o outro.

"Ela era uma tentação constante e um lembrete doloroso de tudo o que fora roubado de Blake. Alegre, inocente e otimista, Caroline era tudo o que estivera faltando há tempos no coração dele."

Como Agarrar Uma Herdeira é o primeiro livro de mais uma série maravilhosa da Julia Quinn, com personagens carismáticos, um enredo diferente e com ação, além de muito bom humor. Estou ansioso para ler o segundo e último livro desta série, com certeza eu recomendo!





6 comentários:

  1. Oi José
    Eu também adoro romances de época! Adoro intercalar estas leituras com outras mais densas.
    Que bom que este é o primeiro da série.
    Vou colocar na minha lista também. Achei a capa linda e a sinopse bem interessante. Gosto muito dos livros da Julia
    Dica anotada! Adorei seu blog e já estou te seguindo :)
    Bjks mil

    ResponderExcluir
  2. Oi, José.
    Assim como você, gosto muito de romances de época, mas faz pouco tempo que comecei a ler os livros da Julia Quinn e foi exatamente essa a minha primeira leitura! Amei a sua escrita e já comecei a devorar outros livros dela!
    Uma pena que ela tenha parado essa série no segundo! Quem sabe ela se anima no futuro!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Gosto bastante dos livros da Julia. Depois que comecei a ler Os Bridgertons nunca mais parei de procurar livros da autora.

    Essa série parece bem diferente das demais, mas é do início da carreira e é interessante ler coisas distintas do mesmo autor.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi.
    Acredita que tenho alguns livros da autora aqui em casa, mas ainda não li?
    Isso porque acabei criando uma rotina na qual leio livros mais densos durante o dia, quando tenho um tempinho, e a noite, pouco antes de dormir, leio um livro mais leve em formato digital.
    E nisso os livros mais leves em formato físico que tenho estão ficando para trás. Tenho que dar um jeito de mudar isso, mas estou sem tempo agora.
    Amei a resenha e a proposta d eum romance de época com mais ação e muito sarcasmo, e principalmente uma mocinha que sabe se defender.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Os livros dessa autora são sempre muito bons. Esse já está na minha lista de desejados. Espero adquirir e ler assim que possível. Acho muito bonita a capa. Ótima resenha, bjo

    ResponderExcluir
  6. Oiiie!
    Eu passei correndo o olho na sua resenha, porque essa é a única série/duologia da Julia Quinn que tenho vontade de ler.
    Estou até com os livros no Kindle para vê se leio esse ano.
    Mesmo assim, gostei do que da resenha e que os livros são leves e tal.
    Beijos
    www.manuscritoliterario.com.br

    ResponderExcluir