quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

[197] Resenha: A Carruagem da Morte | Gustavo Rosseb


Título: A Carruagem da Morte
Série: As Aventuras de Tibor Lobato #3
Autor(a): Gustavo Rosseb
Editora: Jangada
Páginas: 480
Saiba mais: Skoob
Sinopse: A aventura final da trilogia de Tibor Lobato está começando: uma nova quaresma chegou e todos os moradores dos vilarejos em torno da Vila do Meio sofrem o ataque brutal de um exército de criaturas horrendas. Ao saber da ocorrência de estranhos rituais, Tibor descobre que tudo faz parte de um plano macabro da Cuca, que ele pretende derrotar de uma vez por todas. Em meio a batalhas épicas, sonhos e pesadelos sobrenaturais, Tibor precisa enfrentar o maior de todos os desafios: conhecer a si mesmo e a extensão da própria força. Gustavo Rosseb resgata e moderniza os mitos e causos do folclore brasileiro, entretendo os leitores e provocando reflexões com temas como o preconceito, a morte e o poder da amizade e dos laços de família.


Finalmente é chegada a hora da última aventura dos irmãos Tibor e Sátir. A quaresma se aproxima novamente, e como sempre coisas estranhas começam a acontecer, mas esta promete bem pior do que as anteriores, já que os irmãos Lobato se encontram em uma situação bem complicada depois do desaparecimento do seu amigo Rurique e com a descoberta dos verdadeiros planos da Cuca.

"O que é a esperança sem os sonhos?"

Os irmãos partem a procura de Rurique, mas essa missão se mostra algo nada fácil, visto que sonhos estranhos começam a assombrar a vida de Tibor, o que só demonstra que a Cuca e seu exército maligno estão se aproximando. Em meio a tudo isso, Tibor tem um encontro com o João Pestana, que lhe ajudará a desvendar o seu passado e encontrar um jeito de impedir a Cuca de destruir todas as Vilas e os seus amigos. 

Novas tramas, personagens e segredos são revelados no último volume desta eletrizante trilogia, onde nossos amados protagonistas correm contra o tempo para impedir o mal de atingir o seu objetivo, tudo isso em meio a figuras conhecidas de lendas famosas, como Bumba Meu Boi, o Negrinho do Pastoreiro e a Carruagem da Morte, que dá título ao livro. A batalha final se aproxima, serão os Lobatos capazes de acabar com a Cuca e seu exército do mal? 

"— Sabe o qui é sacrifício de verdade? — perguntou o Saci. — É ter coragem pra fazê o qui é preciso. Pelos seus amigo, pela sua famia e pelo futuro."

Quem já leu minhas outras resenhas dos livros anteriores (clique aqui) sabe do meu carinho pelo autor e pela forma maravilhosa como ele explora e trabalha suas histórias em cima do nosso folclore e da nossa cultura, algo que não foi diferente neste terceiro volume. É possível notar o madurecimento dos personagens e como as suas atitudes são diferentes em relação ao primeiro livro da série, mesmo eles ainda mantém todo o ar juvenil do início da história.

Sempre gosto de ressaltar a forma como o autor trabalha temas importantes dentro da história, trazendo a tona discussões interessantes, sobre o racismo, por exemplo, ensinando assim lições valiosas ao público, que provavelmente será composto por uma maioria jovem, apesar de eu considerar que esta história irá agradar todas as idades.

"Onde houver um pontinho de luz que seja, a escuridão nunca será completa."

E ressaltando sempre o ponto mais forte de toda a série, a maneira como as lendas e mitos são entrelaçados na série, que está repleta de personagens e criaturas fantásticos que folclore, que são apaixonantes independentemente do lado em que estejam na batalha. Acho que livros que exploram tão bem nossa cultura são essenciais para que as nossas lendas sejam lembradas e não se percam com o passar dos anos, eu mesmo conheci muitas durante a leitura da trilogia e neste último volume eu adorei conhecer a lenda da Carruagem da Morte.

O final da história é muito bom e fecha com chave de ouro a trilogia, as máscaras caem, os segredos são revelados e toda a trama é explicada e concluída. Estou muito satisfeito com o desfecho. Apesar disso, meu livro favorito da trilogia continua sendo A Guardiã de Muiraquitãs, o que é incomum, visto que o segundo livro de uma trilogia raramente é meu favorito. A parte gráfica está ótima, a capa é linda e a diagramação é bem feita.

"Não é o rótulo que faz a pessoa. Mas sim o que ela é por dentro e como age neste mundo ou em qualquer outro."

A Carruagem da Morte concluí muito bem As Aventuras de Tibor Lobato, uma trilogia repleta de personagens carismáticos, criaturas fantásticas, cenas eletrizantes e grandes lições. Se você procura uma série de fantasia 100% nacional, esta é uma escolha excelente. Gustavo Rosseb está de parabéns, sem dúvidas os irmãos Lobato vão me deixar muitas saudades!



4 comentários:

  1. Oi, Manoel.
    Ainda não conhecia essa série, mas sendo da Jangada já dá para imaginar que é uma boa trama! Gostei de saber que esse livro encerrou bem a trilogia e fiquei curiosa para procurar mais informações sobre ela!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Confesso que nunca ouvi falar dessa série, talvez seja pelo meu gosto literário, eu prefiro histórias de suspense, ação, romance e afins. Apesar de não ter gostado da premissa eu conheço amigos que curtem, irei indicar a sua resenha para eles! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Manoel!

    Tudo bem? Ainda não conhecia o livro ainda e fiquei um pouco perdida sem entender direito algumas coisas porque é o terceiro volume de uma história.

    Gostei muito da premissa de uma jornada cheia de perigos que pode, ou não, terminar em uma batalha. São histórias que realmente me prendem. Vou procurar saber mais sobre as obras. Muito obrigada pela dica!

    Beijinhos
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Não conhecia o livro, mas achei bacana a premissa. Quando eu desafogar minhas leituras, tentarei dar uma chance a ele.

    ResponderExcluir